• Bartimeu
    Bartimeu

    e o seu desejo de ver!

  • Uma prenda maravilhosa
    Uma prenda maravilhosa

    Ter a capacidade de ver é um presente maravilhoso que Deus - o Criador - nos oferece. Às vezes esquecemo-nos de que a visão é um privilégio. Achamos “normal” vermos um mundo cheio de cores, formas, movimentos e impressões combinadas com os sons e cheiros.  A este espectáculo de sentidos que vivemos diariamente juntam-se todas as pessoas ao nosso redor. A nossa vida parece um filme! Mas existem pessoas que não podem ver porque são cegas. Algumas são assim desde que nasceram, outras tornam-se cegas depois de alguma doença ou acidente.

  • Incompreendido
    Incompreendido

    Era uma vez um cego chamado Bartimeu que viveu há muito muito tempo, nos dias em que Jesus anunciava as boas novas no seu país. Bartimeu dependia sempre da ajuda de outras pessoas, em especial quando queria comprar alguma coisa para comer. No mercado da cidade de Jericó, onde ele morava, chamava a atenção de quem passava. A agitação das pessoas perturbava-o muito. Então, cuidadosamente, estendia as suas mãos para sentir se havia algum obstáculo pelo caminho. Alguns viam isto e gozavam com a forma como ele andava, chamando-o de doido. Outros sabiam que era cego mas não faziam nada para o ajudar.

  • Sozinho e abandonado
    Sozinho e abandonado

    Bartimeu passava muito tempo sozinho, sentado à beira de uma qualquer estrada. Enquanto ali ficava, tentava entender o que se passava à sua volta. A sua audição e olfacto eram muito apurados.
    Normalmente, as pessoas cegas desenvolvem melhor os outros sentidos e assim percebem coisas de que nós não nos apercebemos.

    Deste modo Bartimeu, filho de Timeu, pôde “ver” à sua maneira, isto é, com os seus ouvidos, o nariz e as mãos. Estava ele sentado a pedir, à beira do caminho, quando percebeu que Jesus ia passar por ali com os seus discípulos, para sair da cidade.

  • Um resto de esperança
    Um resto de esperança

    Ao ouvir Jesus de Nazaré a aproximar-se dele, começa a gritar:
    “Jesus, Filho de David, ajuda-me!”

    Muitas pessoas mandaram-no calar, mas ele gritava ainda com mais força:
    “Filho de David, tem piedade de mim!”

    Jesus parou e mandou-o chamar. Então foram chamá-lo e disseram-lhe:
    “Anima-te e vem daí que Jesus está a chamar-te.”

  • Jesus sabe o que nos preocupa
    Jesus sabe o que nos preocupa

    O cego obedeceu imediatamente ao convite, atirou a capa para o lado, levantou-se e caminhou para Jesus que lhe perguntou:
    “Que queres que eu te faça?”

    Ele respondeu:
    “Oh Mestre! Queria voltar a ver!”

  • Jesus responde a este pedido de ajuda
    Jesus responde a este pedido de ajuda

    Cheio de amor, Jesus disse-lhe:
    “Está bem! A tua fé salvou-te.”

  • Agradecer a Deus de todo o nosso coração
    Agradecer a Deus de todo o nosso coração

    Naquele mesmo instante Bartimeu ficou a ver.

    E seguia também com Jesus pelo caminho, louvando a Deus.

    Todos os que assistiram a esta cura agradeciam e louvavam a Deus com ele.

  • Já pensaste em agradecer a Deus pelos teus olhos que vêem?
    Já pensaste em agradecer a Deus pelos teus olhos que vêem?

    Lê esta história na Bíblia:
    Marcos 10:46-52
    Lucas 18:35-43
    Mateus 20:29-34

    Deus quer dar-te olhos que vejam o seu grande amor. O mesmo Jesus que curou Bartimeu tem poder para te curar hoje.

    Ele quer abrir os nosso olhos para que compreendamos o seu amor infinito e o seu desejo em nos salvar, curar e ajudar. Sim, Jesus Cristo deseja que tu lhe fales com confiança como Bartimeu, o cego, e que o sigas com gratidão e louvor.